IPVC | IPVC Multimédia | OTIC | ESA - IPVC Internacional
*
Menu Escolas  ESE |  ESA |  ESTG |  ESS |  ESCE | ESDL
 
 
   
 
 
 
 
 

Aluna com ovelha

Cuidados Veterinários


A Medicina Veterinária é uma área científica que apresenta uma multiplicidade de actividades clássicas, que vão desde a Clínica (de pequenos, grandes e exóticos animais) e a Cirurgia, á Sanidade Animal, à Inspecção Sanitária dos animais e dos alimentos, passando pela Tecnologia dos Produtos de Origem Animal, a Segurança Alimentar e a Produção Animal. Observa-se, actualmente, no Mundo, em Portugal e na Região Norte uma tendência para especializações, fazendo aumentar o espectro de acção da Medicina Veterinária.
De uma forma generalizada os profissionais responsáveis por estas distintas áreas técnico-científicas – os Médicos Veterinários – socorrem-se, no exercício da sua actividade, de auxiliares ou assistentes que na grande maioria dos casos não possuem qualquer formação específica para as tarefas a desempenhar, ao contrário do que acontece na medicina humana. São auxiliares com formação, essencialmente prática, normalmente ministrada pelo médico veterinário que habitualmente acompanham, possuindo um conhecimento predominantemente empírico, adquirido com base nos casos presenciados ao longo dos anos, levando a uma actuação profissional não alicerçada em conhecimentos técnicos e científicos de suma importância.
A presença de um profissional com formação técnica, particularmente vocacionado para auxiliar e coadjuvar médicos e enfermeiros veterinários na administração de cuidados de saúde e bem-estar animal, é um passo importante para a dignificação do acto médico veterinário. A sua importância, numa área técnica, perfeitamente definida e carenciada, é relevante em funções como o atendimento especializado em clínicas veterinárias, o apoio, preparação, limpeza e desinfecções em instalações e/ou animais antes e depois da realização de actos de enfermagem ou clínica veterinária, o conhecimento em áreas associadas à higiene, segurança e nutrição animal de forma a permitir o esclarecimento do consumidor sobre produtos e materiais utilizados em veterinária, a organização de defesa e bem-estar animal, entre outras.
Por outro lado, as exigências inerentes à legislação comunitária no sentido de maior profissionalização e de novas metodologias na área da Saúde Animal, particularmente em questões de Ética e Bem Estar Animal, não só a técnicos como a criadores induz a que sejam relevantes conhecimentos e competências em diferentes meios profissionalizantes. Alguns exemplos poderão situar-se em técnicos e operadores de Inseminação Artificial, nos responsáveis de canis, nos produtores pecuários com a necessidade de conhecimentos sobre biosegurança, higiene e bem estar.

 
Menu Secundário
*  
*  
*  
*  
*  
*  
*  
*  
*  
 
Untitled Document
 
O seu browser não suporta frames, no entanto a sua visita a este portal não será afectada.